16 de mai de 2016

Um Vento Forte, Edinei Lisboa | Post do Argonauta

Há alguns dias atrás apresentei a vocês o autor Edinei Lisboa, novo parceiro aqui do Cafofo. Como disse, ele terá sempre um texto publicado nos presenteando com suas doces palavras e reflexões cotidianas.
Para seu texto de estreia, ele me deixou que escolhesse uma poesia de seu livro, então (depois de muito pensar) elegi "Um Vento Forte" como poesia favorita.







Um Vento Forte
                 Edinei Lisboa

 

Um vento forte veio não tão de repente
derrubando minha alegria e levando minha paz,
veio como tempestade,
chegou arrastando o chão,
com ele eu já não posso mais.


Mostrou-me o que para mim é difícil de aceitar,
deu-me um sacode daqueles e me fez lembrar
que manter o que se conquista é bem mais difícil que conquistar.

Eu agora fico pensando:
Não sei se cavo mais fundo
Ou vou pra fora enfrentar.

Esse vento forte chegou.
Essa tempestade que não cessa.

O jeito é se preparar.
O tempo não espera mais.
Já estou perto do centro da terra de tanto cavar.

A verdade é uma só:
Não dá pra fugir para sempre.
A covardia está fora de moda.

Então vou montar estratégia de guerra,
planejar meu melhor ataque
e lutar,
lutar, lutar e lutar.

Pelo menos assim não vou sofrer do remorso de nunca ter tentado.
E desta forma, não sendo covarde,
talvez a maior batalha eu já tenha vencido,
contra mim mesmo e o meu eu fugido.

E quem sabe, de quebra
eu consigo fazer essa tempestade passar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário