12 de fev de 2011

Planos

Primeiro dia em uma escola nova. Uma nova fase. Novas pessoas, novas metas.
Prometi a mim mesma que esse ano TUDO ia ser diferente, eu ia ser mais quieta, mais centrada, mais normal, menos falante. Porém, estava com certo receio, pois eu não conhecia quase ninguém, então respirei fundo e falei: "Vamos lá".
Estava entrando na escola devagar, olhando as pessoas a minha volta (que por sinal são muito bonitas *-*) e de repente eu vi a tia de uma amiga minha da minha antiga escola.
Primeiro achei que estava vendo coisas, mas depois que ela chamou meu nome eu relaxei. Então ela chamou a sobrinha dela e graças a Deus eu não ia ficar mais sozinha. Fomos ver em que sala caímos, 1ºN. A mesma. Ficamos felizes e fomos sentar em algum lugar. E foi ai que vejo meu amigo (também da minha ex-escola) quase surtei.
Ainda estava mantendo o meu plano anterior, aquele de ser uma aluna exemplar, mas tudo mudou quando entrei na sala de aula e quando os alunos entravam lá também. Resultado, só na minha classe caíram SETE PESSOAS da minha escola antiga.
Por um lado fiquei muito feliz, mas por outro, fiquei pensando se isso não ia atrapalhar minha ideia de ser uma pessoa melhor... E eu achei que ia atrapalhar.

Então, na aula de filosofia, comecei a pensar... Meus planos não dependem das pessoas, dependem do que EU quero para mim, do que for melhor para minha vida.
Portanto, cheguei a conclusão que por mais que for difícil, por mais que o meu instinto de falar demais for forte, eu vou tentar ser melhor, mais quieta, mais aluna. Rs'


Planos todos fazem, todos têm...
Mas às vezes a vida vem e faz uma reviravolta em tudo.
2 Beiijos

Um comentário :

  1. Oi, Rebeca tudo bem?

    Espero que esteja conseguindo manter o foco, pois de fato: você é uma pessoa muito especial. Uma aluna brilhante, muito inteligente e preocupada em manter-se informada. Vale à pena controlar a sua vontade de falar sem parar. Guarde os seus discursos "muito bons por sinal" para quando o momento necessitar da sua intervenção. Administre-se. Tenho que ser sincera em dizer que uma aluna como você faz falta em uma sala de aula.

    Felicidades,

    Daniela

    ResponderExcluir