20 de set de 2016

[resenha] Buick 8 | Semana Especial Stephen King #03

O mês era dezembro e o ano era 2011. Apesar de ter lido "O Cemitério" há alguns meses, digamos que eu ainda estava um pouco traumatizada pelo medo que o livro me fez passar, mas é o que dizem: o medo é a melhor das adrenalinas. "Buick 8" era o último livro do King que tinha na biblioteca, então era esse ou nenhum.




Para minha surpresa, o livro não foi tão aterrorizante quanto eu esperava, mas uma coisa me chamou a atenção: o monstro, o elemento sobrenatural, não tinha nome, nem forma e foi isso, meus amigos, que me fez adorar "Buick 8" e devorá-lo em dois dias.




Tentar solucionar mistérios, nem sempre é uma boa ideia.

"A polícia da Pensilvânia esconde há anos um terrível segredo. Na escuridão do galpão 8, atrás da delegacia, um misterioso carro permanece guardado - um Buick Roadmaster. Invulnerável a arranhões e sujeira, dono de um motor bizarro que nunca funciona e capaz de recuperar-se sozinho de qualquer avaria, o automóvel esconde um enigma desafiador, sobrenatural e mortífero. Em BUICK 8 Stephen King apresenta uma história sobre o que os acontecimentos da vida têm de essencialmente indecifrável, e como é impossível encontrar neles um significado. Trata-se de um romance sobre a fascinação que todos sentimos pelo sobrenatural, sobre como insistimos em buscar respostas onde não existem, e sobre a mais poderosa das armas que dispomos - nossa imaginação." 

Curtis e Ennis são policiais e parceiros, certa após atender uma ocorrência, voltam para a delegacia com um Buick Roadmaster, que foi deixado em um posto de gasolina. Curtis que conhecia sobre carros, notou que havia algo de muito estranho naquele (algo como o sexto sentido de Dennis em Christine). Resolveram deixar o Buick num galpão do Regimento D, para conduzir as investigações e ver se o dono aparecia. Curtis, Ennis e os demais policiais notaram algumas peculiaridades bem estranhas no carro: ele não se sujava, ele se recuperava de qualquer batida, arranhão ou avaria e por incrível que pareça o motor não funcionava.

Quanto mais o tempo passava, mais intrigados os policiais ficavam, Curtis era o que mais se empenhava em descobrir o que era aquele carro e porque ele lhe parecia tão sinistro. Entretanto, misteriosamente após ter sido deixado para "cuidar do Buick" sozinho, Ennis desaparece sem deixar rastro algum. Curtis Wilcox então passa a ter uma certa certeza em seu coração: apesar de se parecer e muito, aquilo que está escondido no sagão B, não é um Buick, não é um carro e não foi feito por humanos. 

Vinte anos se passam e Curtis Wilcox morre em um acidente de carro, sentindo a necessidade e a falta do pai, Ned passa a frequentar a delegacia, fazendo pequenos serviços de manutenção e até mesmo limpeza, como se assim, conseguisse ter o pai de volta, mesmo que por alguns instantes. Porém, enquanto limpava uma janela, deparou-se com o Buick 8 (como se ele estivesse adormecido) que tanto fascinara seu pai e sentiu um profundo magnetismo pelo carro. De repente, o segredo do Regimento D, começa a tomar conta de todos novamente, principalmente de Ned, que está disposto a solucionar o mistério que assombrou seu pai durante tantos anos. 

***

"Buick 8" é mais um daqueles livros da série: "cuidado boquinha com o que diz, porque pode ser spoiler" e apesar de ser um dos meus livros favoritos de Stephen King, ele divide opiniões entre fãs do autor. Eu particularmente, adorei a escrita de King, adorei todos os elementos, não fiquei confusa durante a leitura e muito menos odiei o final. King não dá forma ao que deveria nos dar medo, mas dá asas a nossa imaginação. Eu não só pude ver o monstro, como pude sentir o fedor dele (obrigada, viu Tio King!).

Esse é um livro para você ler e conversar sobre, discutir teorias, discutir possíveis desfechos. 
É um livro sensacional (se alguém tiver lido, por favor, deixe nos comentários).

Título Original: From a Buick 8
Autor: Stephen King
Ano de Publicação: 2002
Nº de Páginas: 384
Editora: Suma de Letras
Gênero: Terror; Mistério
Nota: 4/5

Um comentário :

  1. Então, estou lendo ainda o Buick 8, estou mais ou menos na metade do livro. Comecei ler essa obra porque dei esse livro para minha mulher de presente no natal passado e eu adoro carros também srsrss. E você falou muito bem no seu artigo que essa estória chama mesmo a atenção do leitor, perguntas como de onde veio esse Buick e que segredos ele guarda vem logo a mente.
    Eu sou um fan de Stephen King, prefiro ver os filmes porque tenho preguiça de ler. kkkkkk E não tem como não fazer comparações entre Christine e o Bucik, e tem que ter bom senso nisso.
    Quando terminar de ler esse livro, eu volto e falo mais sobre ele e outras coisas mais.

    ResponderExcluir