12 de jul de 2016

O Hobbit | resenha.



Como falei na resenha de Christine, estou tirando o atraso das pilhas de livros que tenho e um deles era "O Hobbit". Eu procrastinei tanto para iniciar a leitura dele, mas tanto que quando eu comecei... terminei em dois dias e fiquei com vontade de ler "O Senhor dos Anéis".




Não sei se fiquei muito envolvida na história, mas me senti como se estivesse envolta de uma fogueira ouvindo a história de um sábio ancião.

SAUDADES DE CASA


"Bilbo Bolseiro é um hobbit que leva uma vida confortável e sem ambições, raramente aventurando-se para além de sua despensa ou sua adega. Mas seu contentamento é perturbado quando Gandalf, o mago, e uma companhia de anões batem à sua porta e levam-no para uma expedição. Eles têm um plano para roubar o tesouro guardado por Smaug, o Magnífico, um grande e perigoso dragão. Bilbo reluta muito em participar da aventura, mas caba surpreendendo até a si mesmo com sua esperteza e sua habilidade como ladrão!"


 
Bilbo Bolseiro é um Hobbit que mora em uma agradável e aconchegante toca. Tem comida em abundância e nenhum espírito aventureiro, isto é, até o Mago Gandalf aparecer. Gandalf é conhecido por suas aventuras e recrutamento de criaturas para vários serviços  (e roubos). Por mais que o pobre hobbit tentasse dar a conversa por encerrada, Gandalf parecia ignorar suas objeções e disse que iria enviá-lo a uma aventura.
Os hobbits são em sua maioria criaturas pacatas e tranquilas, sem nenhuma ambição. Os únicos hobbits que eram aventureiros, destemidos, eram os Tûk e por acaso, a mãe de Bilbo era uma Tûk. Gangalf sabia disso, e por esse motivo, convocou anões guerreiros a irem à casa de Bilbo.
No dia seguinte começaram a chegar várias criaturinhas esfomeadas e bagunceiras, o pobre hobbit - sobretudo, hospitaleiro e educado - recebeu aquele bando de anões revezando entre atender a porta e fazer comida. Ao final, Gandalf se juntou a eles. Após comerem (muito), beberem (muito) e fazer (muita) bagunça, um dos anões de nome Thorin começou a falar.
Thorin era o anão guerreiro e liderava a aventura junto com Gandalf, era certo de que eles estavam à beira de uma expedição perigosa e que talvez alguns deles não voltassem. Enquanto Thorin explicava, Bilbo teve um episódio de loucura, pois nunca tinha pensado em sequer sair da toca por muito tempo - não dava tempo de voltar pra casa até a hora do jantar. E foi aí que os anões começaram a duvidar que o sujeito iria aguentar a viagem toda. Gandalf, o Mago, já sabia que o hobbit apenas precisava de uma oportunidade e que ele iria ser de vital importância, e assim foi.
Dividido entre sua toca hobbit confortável e o sangue dos Tûk que corria em suas veias, Bilbo partiu na aventura com Thorin, Gandalf e os anões atrás  do tesouro que era guardado por um grande dragão feroz e mal.
 
                                                       ***
 
Sem dúvida foi um dos melhores livros que li esse ano, fantástico e envolvente. A parte dos cantos é meio maçante, mas analisando a obra toda, "O Hobbit" é um livro sensacional. Definitivamente quero ver os filmes.
A edição da Martins Fontes é linda também! As folhas são amareladinhas e os mapas bem impressos.
Foi meio difícil fazer essa resenha sem dar spoiler, o livro tem muitas referências para "O Senhor dos Anéis" - já que sua história precede as outras e Bilbo Bolseiro é de vital importância para "O Senhor dos Anéis".

Título Original: The Hobbit
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora: Martins Fontes
Nº de Páginas: 296
Ano de Publicação: 1995
Classificação: Ficção; Literatura Estrangeira; Aventura

2 comentários :

  1. Peguei na biblioteca ''O Senhor dos Anéis'' agora pouco haha. Vou dar uma chance a essa série, que todos falam absurdamente bem, mas que eu ainda estava com um certo receio em ler.
    (Eu precisaria ler '' O Hobbit'' antes? Tomara que não!)

    Adorei a resenha ♥

    Beijos.
    www.lidianomundodalua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz, tô doida para ler "O Senhor dos Anéis"! Se o livro seguir o estilo do "Hobbit" ele vai ser super intenso e você nem vai ver a hora passar.

      É assim, um livro tem a ver com o outro, mas eles não são uma sequencia. Mas, é interessante você ler "O Hobbit" para entender toda a "polÊmica" do anel, haha.

      Beijocas.

      Excluir