2 de mai de 2016

O Pequeno Príncipe | #CafofoMovieNight

 



Quando estreou nos cinemas e a “febre pequeno príncipe” voltou com tudo, fiquei extremamente receosa em assistir. Portanto depois de todo esse tempo, uma amiga me emprestou o filme.

Apesar de estarmos em ritmo de ir dormir, abrimos uma exceção aqui em casa e fizemos um “Movie Night” em pleno domingo. Ao terminar o filme (às 23h30) eu tinha chorado tanto que dava para encher a Cantareira e estava extremamente entusiasmada para contar à vocês o quanto essa adaptação é boa.




O essencialmente essencial
 
 
 

 "Uma garota acaba de se mudar com a mãe, uma controladora obsessiva que deseja definir antecipadamente todos os passos da filha para que ela seja aprovada em uma escola conceituada. Entretanto, um acidente provocado por seu vizinho faz com que a hélice de um avião abra um enorme buraco em sua casa. Curiosa em saber como o objeto parou ali, ela decide investigar. Logo conhece e se torna amiga de seu novo vizinho, um senhor que lhe conta a história de um pequeno príncipe que vive em um asteroide com sua rosa e, um dia, encontrou um aviador perdido no deserto em plena Terra."

 
 
Regras, horários, disciplina rígida, muito estudo e uma menina que não tem amigos, muito menos diversão – não há tempo a perder. Após um fracasso na audição de uma conceituada escola em que a mãe da menina quer que ela entre, as duas mudam-se de vizinhança pois a menina teria de estudar lá de qualquer maneira. A vida da garota é completamente cronometrada e a mãe desenvolve um plano de vida para ela seguir enquanto a mulher trabalha.


Em seu primeiro dia na casa nova, a menina conhece seu vizinho: um velhinho bem diferente dos demais habitantes da cidade. A hélice do avião dele invade a cozinha da casa da menina, causando assim um belo buraco na parede, como estava assustada, resolveu deixar que a polícia resolvesse. O policial já conhecia o senhor pois suas peripécias sempre eram alvo de denuncias na vizinhança, mesmo assim o velhinho arcou com as consequências de seus atos e entregou à menina um pote de moedas para reparar os danos.

Certa noite enquanto a menina estudava, recebeu um aviãozinho de papel contando um pouco da história do principezinho e seu carneiro, mas como não tinha tempo a perder, a menina julgou ser uma bobagem e jogou o papel no lixo – não tinha tempo para histórias. Uns dias depois, resolveu organizar e contar as moedas, porém ela espeta o dedo em uma mini-espada, quanto mais mexia nas moedas, mais miniaturas encontrava. Decidiu por fim, se aventurar no quintal do vizinho e pedir a ele que contasse mais sobre o principezinho.

***
 

  O que eu mais gostei na história, é que ela não deixou a desejar pois em todo o momento ficou claro que era uma adaptação do romance. Há uma história da história e ela sim me surpreendeu. Foi uma proposta ousadíssima, pois nos deparamos com o antes, o durante e o depois dos personagens do romance de Sant-Exupéry (sim! O Pequeno Príncipe adulto!) e ele em nenhum momento foge da história.
  O quesito “morte” também foi abordado no filme, mas também de uma forma branda e sutil (pais, crianças não terão problemas para assimilar).

O Pequeno Príncipe” de Mark Osbourne é sensacional!

Título Original: The Little Prince
Ano de Lançamento: 2015
Direção: Mark Osbourne
Duração: 1h47m
Gênero: Animação/Adaptação




 

2 comentários :

  1. Simm <3
    Essa resenha conseguiu expressar exatamente o que senti ao assistir esse filme.
    Desde minha irmã caçula a minha avó adoraram O Pequeno Príncipe.
    E sim, definitivamente foi uma ideia ousada e que deu certo.
    Parabéns pela resenha!

    Beijo e pão de queijo,
    Curiosa Metamorfose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnn, obrigada, fiquei caçando palavras porque amei tanto, que não conseguia descrever sem contar partes do enredo.
      Minha filha pede todas as noites para ver, detalhe, ontem ela (2 anos) estava tomando café e de repente parou e disse: "ele tem uma rosa única", meeeu, na hora meus olhos encheram de lágrimas...

      Esse filme superou as expectativas MESMO!
      Beijocas

      Excluir