12 de mai de 2016

EDINEI LISBOA [Parceiro do Cafofo] | #ConversaLiterária

Olá, meus amigos!
 
O Conversa Literária de hoje é com o mais novo parceiro do Blog: Edinei Lisboa.
Autor do livro "Poesia, Prosa e Canção", publicado pela Chiado Editora e do Blog do Argonauta, ele fala com doces palavras sobre a vida e o cotidiano. Ele vai ter presença mensal aqui no Cafofo, então preparem-se para muitas poesias e, como ele mesmo diz: "expandir a cultura, arte e incentivar a leitura".
 
Então, é com muito prazer que eu apresento à vocês Edinei Lisboa, o Argonauta.
 

 

 


01 - Quando você percebeu que a poesia estava no seu sangue?
 
"Foi lá pela oitava série, eu percebi que gostava de escrever e o que eu escrevia tinha uma certa sensibilidade, distribuída em versos e palavras."
 
02 Qual foi sua primeira poesia?
"Eu não me lembro bem, escrevi numa folha de papel que se perdeu no tempo. Mas lembro que falava sobre juventude. Foi o que considero minha primeira poesia, mas precisava e ainda preciso melhorar muito."
 
03 Como é o processo criativo para um livro de poesias?
"Bem, a poesia escrita surge de uma vontade de transformar em palavras, um momento, um sentimento, uma paisagem.... De uma forma a envolver cada frase de uma emoção, tentando passar a sensação seja ela a mesma do autor ou uma emoção despertada pelo próprio leitor durante a leitura da mesma. Assim, para mim é uma necessidade frequente escrever. Poesia ou não. Ao longo dos anos eu continuei escrevendo e num certo momento, resolvi selecionar alguns poemas e reuni-los em um livro que também veio com prosas e algumas histórias curtas."
 
04 Qual seu autor e qual seu livro preferido no mundo?
 
"Ao longo dos anos eu li muitos livros que me inspiraram muito, e para cada fase da vida me vinha um novo livro predileto. O Primeiro foi de Antoine de Saint-Exupéry "O Pequeno Príncipe". Depois veio "Poesias" de Murilo Mendes. Logo vieram as aventuras como "Quem manda já morreu" de Marcos Rey e a série "Millennium" de Stieg Larsson. E "O baú de espantos" de Mário Quintana."



05 Qual sua reação quando a Chiado anunciou que iria publicar seu livro?
"Bom, não foi uma negociação simples, mas a Chiado foi a Editora que me ofereceu a melhor proposta e, mesmo assim, passamos alguns e-mails negociando até chegarmos a realmente um acordo. Foi realmente emocionante, um sonho começava a ganhar forma e vida."
 
06 Houve algum momento em que você quis desistir?
"Não. Houve momentos em que pensei em colocá-lo apenas na plataforma digital, mas o sonho era vê-lo impresso fisicamente em minhas mãos e nas mãos dos leitores. Graças a Deus, as coisas foram se acertando, muitos amigos foram fundamentais na realização desse sonho, meus familiares e minha esposa."
 
07 Sobre o que você mais gosta de escrever?
"Gosto mais de escrever sobre a vida. Os sentimentos do ser humano sejam eles bons ou ruins, as coisas que, às vezes, é difícil pôr para fora e outras que são tão comuns, que já não damos mais a devida importância."
 
BÔNUS: Um lema, frase inspiradora:
 
 
"É necessário conhecer seu próprio abismo. E polir sempre o candelabro que o esclarece. "

(Murilo Mendes)
 
***

Edinei, seja muito bem vindo ao Cafofo! Sinta-se em casa e fique a vontade. O Cafofo, é nosso!



 



 
 
 
 

4 comentários :

  1. Quanto mais leitura, melhor.
    Vamos juntos por mais poesia, mais cultura...
    Quanto mais leitores (pensadores), mais atitudes benéficas para si e para o mundo.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo! Poesia é sempre lindo! Adorei tudo, Beca. Edinei é um ótimo parceiro haha.

    Beijos.

    ResponderExcluir