27 de abr de 2016

Diário de Busca | resenha.


 


Nesses primeiros quatro meses do ano, achei que não leria nada diferente do que estou habituada. Porém, graças a uma parceria com os autores W-SOUZA, li aquele livro que me fez questionar a própria existência humana.
Quando recebi o exemplar imaginei que se tratava de uma expedição em terra firme (algo meio parecido com Tarzan ou O Mundo Perdido), mas para minha surpresa, os autores se superaram e foram ainda mais além em sua busca.
Da primeira vez que li, o fiz com olhos de uma leitora ansiosa, mas da segunda vez, o livro ficou ainda mais complexo e completamente mais interessante do que antes, fazendo DIÁRIO DE BUSCA se tornar o livro mais inesperado e surpreendente desses primeiros quatro meses de 2016.

23 de abr de 2016

O Cemitério | resenha.








Primeiramente: feliz dia mundial do livro à todos! Desejo à vocês, que tenham tempo para concluir todas as leituras atrasadas.


Hoje era para ser o último dia da Semana Literária, mas graças a minha falta de organização, perdi dois dias, então para cumprir o desafio (bem louco) vou postar uma resenha amanhã e definitivamente encerrar com chave de ouro, com um livro que, com certeza, foi a mais surpreendente das leituras desses primeiros quatro meses de 2016.

A primeira vez que o postei, fiquei empolgada demais e acabei enchendo a resenha de spoilers, depois que notei meu erro, resolvi que leria o livro novamente e mudaria algumas coisas, então, sem mais delongas vamos à resenha do meu livro de terror preferido no mundo, do meu autor preferido no mundo!

***

Era 2011, a tarde estava nublada, e eu estava nem um dos meus passeios ao sebo. Perguntei se havia chegado algo novo do King, e me deparei com um exemplar do livro que mudaria os meus conceitos sobre terror. A edição que estava em minhas mãos era a primeira lançada no Brasil, e só por isso comprei.
Fui embora com um sorriso no rosto que logo, logo iria desaparecer.

Um Amor de Outro Mundo | resenha.


Tem livros que simplesmente aparecem na minha vida e eu nem sei de onde vieram, Este é um deles. Quando em 2007, li "O Príncipe Fantasma" do Ganymédes José, tive a impressão de esse autor e temática não serem estranhos para mim (afinal esse nome é inesquecível). Só depois de alguns anos eu encontrei na estante da minha mãe (bem lá no fundo), empoeirado e esquecido o livro dessa resenha. Nas primeiras linhas, me recordei que já havia lido ele há muito tempo, mas é uma leitura tão gostosa, que eu comecei de novo.

Apesar de ter sido lançado no final da década de 80, faz uma crítica a nossa sociedade de um jeito tão atual, que parece que Ganymédes teve uma revelação sobre o futuro – ele trata até sobre feminismo no livro!
A história é envolvente, a leitura é rápida, romance despretensioso, perfeito para ler em uma tarde comendo pipoca.

21 de abr de 2016

A História de Nós Dois | resenha.


AVISO: Resenha comprida e de opiniões muito pessoais.


São duas da manhã do dia 21/04/2016 e eu estou atrasadíssima com a minha postagem. Poderia dar qualquer tipo de desculpa esfarrapada e com certeza, minha intenção não era postar sobre esse livro hoje. Porém, circunstâncias me levaram a ler esse romance de uma forma quase como obsessiva.

Conheci esse livro em um evento da Editora Arqueiro e Sextante na terça-feira e enquanto ouvia uma descrição do livro, lembro-me que anotei no meu caderno: POTENCIAL! Então vocês já podem imaginar a surpresa que tive, ao me deparar com esse livro na minha sacola, junto com o lançamento do Sparks. Não conhecia autora, então minha escolha mais óbvia para início de leitura era o tão esperado romance de Nicholas, entretanto o livro que peguei não contava a história de dois imigrantes apaixonados, mas sim de uma mulher que tem a vida virada de cabeça para baixo quando se vê terrivelmente conectada com um estranho americano que lhe salvara a vida.

Não pretendia – mesmo – postar essa resenha hoje, já tinha até escolhido qual seria a temática e deixaria o gênero romance para o fim de semana, mas uma vez que enveredei pelas páginas de “A História de Nós Dois”, me via cada vez mais mergulhada e envolvida na história de modo quase físico. Em muitas vezes me senti uma intrusa, observando o casal, opinando e dando conselhos mentais para Emma; em outras vezes, sentia-me como uma suplente de Amy, pronta para ouvir a moça em qualquer horário que precisasse, pronta para ler sua história e partilhar de uma sensação de cumplicidade, presunçoso? Certamente.

19 de abr de 2016

O Pequeno Príncipe | resenha.





Fiquei muito em dúvida se deveria ou não postar essa resenha, já que (além de ser um dos livros mais vendidos), é um livro muito resenhado. Porém, cada leitor tem uma impressão e uma conexão com este livro – ele é diferente para cada um. Portanto estou aqui para lhes contar como o principezinho tem um espaço no meu coração.

Eu sou uma pessoa muito estabanada e quando é para fazer silêncio, aí que eu acabo fazendo (involuntariamente) mais barulhos. Era meados de junho de 2011 (lembro porque minha banda favorita lançou um CD por esses meses) e eu estava na biblioteca, como sempre fazia depois das aulas. Ela estava incrivelmente quieta e de repente minha bolsa esbarrou em uma estante, levando consigo vários livros e quando eles caiam no chão, faziam um barulho enorme. Esse é um daqueles momentos que você quer morrer de vergonha, mas com toda a classe que ainda me restava, coloquei os livros em seu devido lugar. Como nada estava tão ruim que não podia piorar, alguns livros mais caíram ao chão e de repente, ele estava lá. Naquela noite enquanto lia “O Pequeno Príncipe” pela primeira vez, o menino me visitou em sonhos.



18 de abr de 2016

Guerra Civil | resenha.


Eu nunca tive muito “contato” com super-heróis na infância e o máximo que assistia era Liga da Justiça e Super Shock. Nunca tinha dado tanta importância, até conhecer meu marido que realmente me apresentou o mundo dos heróis e fez com que eu me apaixonasse por este universo.
Só que tinha um problema: nunca gostei muito de HQ's, elas me dão sono. Até que nesse mês encontrei uma solução: os livros romanceados da Marvel.

Em meu pequeno workshop com meu marido e com os filmes que assistíamos juntos, adquiri um favoritismo com tudo do universo Marvel, então não pensei duas vezes: comprei o livro Guerra Civil, aproveitando que esse mês tem o filme que estreia dia 28.

11 de abr de 2016

W-SOUZA [Parceiros do Cafofo] | #ConversaLiterária

 

Olá meus amigos e amigas! Há algum tempo fechei parceria com os autores Wânio e Wolnéia, do DIÁRIO DE BUSCA. Um livro surpreendente, devo dizer. 
E nada mais justo do que apresentá-los a vocês e conhecer um pouco sobre eles e o processo criativo desse livro que tem de tudo um pouco. 

Quando mandei o e-mail com as perguntas, fiquei até preocupada em ser "invasiva demais", mas eles foram muito gentis e responderam a todas as perguntas. 

Confiram! 


5 de abr de 2016

As Famosas Receitas do Ana Maria Brogui Vol. 1 | resenha.


Você já deve ter escutado aquela célebre frase: "todas as formas de amor são válidas", não é?! Então, ainda quando estava no Ensino Fundamental, aprendendo sobre gêneros literários, descobri que essa frase se aplica aos livros também! 
Por isso, nada mais justo do que falar sobre ele, que tem sido nosso companheiro aqui de casa desde o começo do ano.